Vencedores do Lush Spring Prize 2017

Onze projetos dividiram um total de £200.000 para apoiar seu trabalho de regeneração ambiental e social.

Os vencedores demonstraram várias abordagens possíveis para criar uma sociedade mais regeneradora: desde a restauração de paisagens degradadas até a criação de plataformas que dão voz às comunidades marginalizadas.

 
Cinco projetos recém desenvolvidos ganharam o Prêmio Projetos Intencionais (£10.000 cada):
Benaa (Egito)
Instituto Compassos (Brasil)
Soft Foot Alliance (Zimbábue)
MontBio (Espanha)
Regeneration Project: Granada (Espanha)

 
O Prêmio Novos Projetos (£25.000 cada) foi para dois projetos com menos de 5 anos de existência:
Mining Watch Romania
Indigenous Climate Action (Canadá)
Soils, Food and Healthy Communities (Malaui)

 
O Prêmio Projetos Estabelecidos (£25.000 cada) foi para duas organizações já estabelecidas consideradas pioneiras em regeneração:
Sustainable Agriculture Tanzania
The Timbaktu Collective (Índia)

 
O Prêmio de Influência (£25.000) foi para La Via Campesina, pelo seu trabalho de lobby e campanha influenciando políticas e a opinião pública a favor da agroecologia para pequenos produtores em todo o mundo.

 

 

Image: photo

 
Os vencedores receberam seus prêmios durante um evento de dois dias no Emerson College em East Sussex. O Emerson College é rodeado por fazendas orgânicas e demonstra as práticas de regeneração integradas em partes da economia rural inglesa.